Menu

Relatório e avaliação da primeira turma do curso Projeto de Vida – Paradas para uma travessia realizada de abril a junho/21

índice

O Curso começou a ser sonhado em 2020, pensando para o público de 14 a 30 anos – adolescentes e jovens. Com o objetivo de provocar a pensar na travessia, o público foi convidado a fazer um caminho, com 12 paradas, para refletir alguns elementos do projeto pessoal de vida. O Curso aconteceu nos meses de abril a junho de 2021.

O projeto é parte do caminho para cuidar da vida segura e da proteção de adolescentes e jovens, plano que o Centro Cajueiro construiu juntamente com a Rede Caminho de Esperança e com algumas entidades que têm oferecido o apoio na sustentabilidade como o Observatório Juventudes na Contemporaneidade, Adveniat/Alemanha, DKA/Áustria, Missionárias de Jesus Crucificado e da Congregação de Nossa Senhora Cônegas de Santo Agostinho.

A preparação do curso iniciou em dezembro com a participação das/os colaboradores/as Aurisberg, Luis Duarte, Carlos Henrique, Carmem Lucia, Pe. Maicon, Rezende Bruno e o Vitor. Após esta primeira etapa de preparação foi a vez da elaboração do projeto gráfico com os Designers Aurisberg e Lannder. Para a divulgação, convocação das pessoas para facilitar as turmas, contamos com o apoio da Pastoral da Juventude (Padre Leo/RS e Elenice/MG), do Centro Juvenil Vocacional/PR (Amaral), da Congregação de Nossa Senhora Cônegas de Santo Agostinho (Irmãs Jozane e Edênia), dos Irmãos Maristas (Ir.Joilson), e do Centro de Juventude Cajueiro (Carmem ). Também na administração contamos com duas pessoas – Janaína Santos e Márcia Mascarenha.

Foram 125 inscrições. Destas 90 pessoas iniciaram o curso e 73 finalizaram com a participação de até 70% de participação, 56 pessoas concluíram acima de 90% e receberam o certificado. O público participante, em sua maioria, eram estudantes ou pessoas que estavam em trabalhos em casa, por isso em telas de computadores ou celulares o que gera um maior cansaço. Várias pessoas interromperam o curso alegando problemas com doenças provocadas pela pandemia, tanto do nível pessoal como familiares, muitas pessoas alegaram o cuidado com as pessoas e depois o luto. Podemos dizer que houve um grande esforço por parte das pessoas que estiveram facilitando as três turmas e, também, de cada uma das pessoas que participaram. As turmas foram organizadas por idade para facilitar o diálogo entre as pessoas participantes.

As/Os participantes do curso vieram de 19 Estados e do Distrito Federal: (Pernambuco, Amazonas, Alagoas, Paraná, Acre, Roraima, Rondônia, Santa Catarina, Ceará, Bahia, São Paulo, Pará, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Piauí, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão e Minas Gerais.

“Acredito que vocês podem adicionar mais temas a serem tratados no Projeto de vida, algo mais sobre relacionamento por exemplo, sobre feminismos, aborto.. Esses assuntos que às vezes, a gente tem muita dúvida. E assim, de um jeito mais descontraído, a gente fazia o projeto de vida, e ainda adquirir mais conhecimento” participante do curso.

Na avaliação do curso as pessoas de modo geral indicaram que o curso aconteceu em um momento oportuno de suas vidas, que a modalidade de textos curtos, porém sem perder a produtividade, apontaram em sua maioria que os temas foram muito assertivos, alguns disseram que faltaram outros aspectos que poderiam ser abordados, assim como poderia colocar outras sugestões de músicas, filmes em cada uma das paradas. Uma maioria disse que o tempo foi oportuno e um ou outro disse que foi longo e desejava algo mais curto. Quando perguntados por uma palavra sobre o curso: gratidão, boa linguagem, iniciativa incrível, e alguns disseram que sentiam falta de encontros por grupos e materiais sobre a realidade.

“Continuar com o projeto de forma que outros/as jovens possam beber da fonte. Assim como a travessia me conduziu às várias tendas, acredito que o outro também pode sentir o solo sagrado” participante do curso. 

Relato preparado por Carmem Lucia Teixeira, agosto2021.

Share on facebook
Facebook